Blog FaleMais

Aprenda estratégias de redução de custos; ideias para melhorar o atendimento a clientes, a gestão e as vendas do seu negócio. Inscreva-se em nosso blog.

icone newsletter

Receba dicas exclusivas por E-mail

Junte-se a mais de 5000 empresas e inscreva-se.

Voip: como funciona, vantagens e tudo que você precisa saber

Voip: como funciona, vantagens e tudo que você precisa saber

O Voip funciona como um telefone convencional, porém usa a rede de internet já existente como meio de transmissão da voz. Usar o voip significa poder fazer ligações por meio da internet.

Dessa forma evita-se que uma ligação de Longa Distância, por exemplo, tenha que passar por várias centrais telefônicas das operadoras, o que tornaria mais cara a chamada.

Mas nesse artigo abordaremos isto muito mais a fundo, além de muitos outros aspectos e tópicos, citados na listagem a seguir:

  • Por que usar o Voip?
  • Definição da Tecnologia Voip
  • Comparativo: Telefonia tradicional vs Telefonia Voip
  • Requisitos da tecnologia voip
  • Vantagens e Desvantagens do Voip
  • Recursos básicos do Voip
  • Recursos avançados propiciados pelo Voip
  • Regulamentação
  • O futuro da tecnologia Voip

 

Por que usar o Voip?

Otimização. Junto com inovação, esta é a palavra que melhor representa o cenário corporativo atual.

Hoje em dia, para garantir a sobrevivência e crescimento no mercado, é necessário otimizar processos, produtos, serviços e pessoas, independente do porte e/ou ramo de atuação da empresa.

Em outras palavras: não dá pra ficar gastando dinheiro à toa.

Nesse cenário o Voip chega como um aliado forte das empresas e empresários que procuram tirar o máximo de proveito de seu orçamento, sem deixar a qualidade e o profissionalismo de lado.

O Voip sozinho é capaz de transformar a parcepção do cliente sobre uma empresa. Isso por que a telefonia via internet provê recursos antes inerentes apenas às grandes empresas.

Mas vamos entender um pouco como o voip funciona.

 

Definição da tecnologia VoIP

VoIP é a abreviação para "Voz sobre IP", proveniente do inglês Voice over Internet Protocol. Também conhecida como telefonia IP ou telefonia em banda larga, o VoIP consiste no roteamento da conversação através da internet ou de uma rede de computadores específica, transformando as informações faladas em dados passíveis de serem transmitidos pela internet.

Ficou complicado? Não se preocupe, que nós a descomplicamos.

Quando falamos de IP (protocolo de comunicação), estamos nos referindo ao modelo de comunicação utilizado por todas as máquinas para a transmissão de dados. Cada conexão tem um IP próprio.

Já roteamento pode ser entendido como encaminhamento. Dessa maneira, a definição de VoIP pode ser simplificada para comunicação telefônica efetuada via internet, sendo o endereço de IP o telefone e a internet a rede telefônica.

Cabe ressaltar que não se trata de uma tecnologia nova, pois foi criada no começo dos anos 90s. No entanto, devido à baixa velocidade das conexões de internet na época, o VoIP chegou a ser considerada como um fracasso por muita gente.

Foi somente com o aumento da velocidade das conexões que a tecnologia de comunicação em questão passou a ser difundida e utilizada em larga escala. É justamente por este motivo que ela também é conhecida como telefonia em banda larga.

 

Comparativo: telefonia tradicional x VoIP

Apesar de ter o mesmo fim que a telefonia tradicional, o VoIP apresenta inúmeras diferenças em relação à telefonia tradicional, tanto no que se refere à estrutura quanto no que se refere ao funcionamento.

Para tornar tais diferenças mais nítidas, elaboramos uma tabela comparativa abaixo com as principais diferenças entre um e outro meio de comunicação.

Tabela comparativa voip e telefonia tradicional

Além disso, fizemos uma tabela básica decomparação de tarifas e você pode baixá-la nesse endereço.

 

Requisitos da tecnologia VoIP

Apesar de já termos explicitado o sistema básico de funcionamento da tecnologia, há alguns componentes essenciais da tecnologia que devem ser explicitados, já que são fundamentais para o seu correto funcionamento. São eles:

Rede/Internet: há basicamente dois tipos de redes de IP quando tratamos da tecnologia VoIP: as de natureza pública e as de natureza privada.

As primeiras dizem respeito à internet e pode ser utilizadas por todos, desde que a pessoa conte com uma conexão banda larga, como cabo, rádio, ADSL, dentre outras.

Já a segunda diz respeito a redes corporativas, ou seja, aquelas que só podem ser utilizadas por pessoas autorizadas, independente de tratar-se de rede LAN (redes locais, geralmente utilizadas em pequenas e médias empresas) ou de rede WAN (redes globais, com uso mais frequente por multinacionais);

Softphone: esta é a denominação geral dada a todos os programas de computador que são capazes de transformação o sinal analógico da fala em dados capazes de serem transmitidos pela web.

A grande maioria dos computadores está apto a esse tipo de programa - para tanto, basta que o dispositivo em questão seja equipado com placa de som, microfone, alto-falante e, claro, conexão de banda larga. O Skype da Microsoft e o Hangouts da Google são exemplos de programas tipo softphone.

Aplicativos: extremamente similares aos softphone, no entanto são feitos para serem utilizados em dispositivos móveis, como smartphones e tablets. O Facetime do iPhone e o Viber para IOS e Android são exemplos de aplicativos VoIP.

Adaptador de telefone analógico (ATA): para aqueles que desejam fazer e receber ligações tipo VoIP em seu número de telefone fixo, é necessário equipar o aparelho com o ATA.

O papel do ATA é bem simples: conectar um telefone comum à rede VoIP, já que trata-se de um conversor analógico digital (muito similar ao utilizado em TVs para recebimento do sinal HD). Seu emprego é recomendado para micro e pequenas empresas ou mesmo para telefonia familiar, onde a forma de fazer e receber ligação não pode ser muito alterada.

Telefone IP: alternativa mais sofisticada quando comparada ao ATA. É muito similar a um aparelho telefônico normal, mas ele se conecta a rede de forma automática e sem necessidade de nenhum periférico, podendo receber e enviar voz, dados e mesmo imagem (neste último caso, dependerá do modelo de telefone IP).

A principal diferença técnica dos telefones IP para os telefones tradicionais está nos conectores utilizados, pois enquanto que nos segundo são utilizados conectores do tipo RJ-11, nos primeiros são utilizados conectores RJ-45, o mesmo empregado nas placas de rede de computadores.

No entanto, por ser extremamente sofisticado, ele tem custo superior ao ATA. A decisão de escolher entre um ATA ou um telefone IP deve se basear nas necessidades.

Dessa maneira, o telefone IP é recomendado quando for utilizado em médias e grandes empresas e/ou quando a tecnologia VoIP irá substituir por completo a telefonia tradicional.

Como é possível perceber, o único componente realmente essencial para toda e qualquer utilização do VoIP é a rede.

Os demais componentes dependerão tantos dos objetivos da comunicação quanto do tipo de dispositivo utilizado (digital como computador e smartphones, ou analógico, como os aparelhos telefônicos).

 

Vantagens e desvantagens do VoIP

Como todas as coisas na vida, a tecnologia VoIP apresenta tanto aspectos positivos quanto aspectos negativos, especialmente quando comparada à telefonia tradicional.

Muito do que foi dito até apresentou, de maneira mais ou menos explícita, as vantagens que a tecnologia fornece a seus usuários. No entanto, para tornar ainda mais claro estas vantagens vamos explicitá-las individualmente na sequência.

Vantagens

Mobilidade: como já dito mais acima, quando o dispositivo utilizado nas chamadas via VoIP não é nem um telefone IP e nem um aparelho tradicional acrescido de um ATA, é possível fazer ligações de qualquer lugar e a qualquer momento.

Isso se traduz não só em maior comodidade para os usuários, mas também em redução de custos, já que não é necessário comprar pacotes interurbanos e/ou internacionais para realizar ligações;

Mas de qualquer forma como um ATA e um Telefone IP não são aparelhos tão complexos assim de configurar, também é possível levá-los em viagem ou instalá-los para uso em qualquer lugar que tenha uma boa conexão com a internet.

Integração: por se tratar de um serviço que utiliza a internet como principal ferramenta, o VoIP pode ser integrado com uma série de outros programas ou aplicativos para trazer ainda mais comodidade àqueles que o usam.

Como exemplo, podemos citar aplicativos que gravam e armazenam conversas ou mesmo programas para melhorar a visualização de arquivos, como gráficos, tabelas, textos e qualquer outro tipo de documento que seja necessário para a conversação;

Um bom exemplo disso é o WhatsApp que vai além do voip(serviço de voz) e oferece possibilidade de enviar textos, fotos e arquivos de áudio de vídeo gravados.

Baixo custo: segundo matéria publicada no portal Techtudo, o custo de ligações via VoIP geralmente corresponde a apenas 1/4 do custo de ligações por telefonia tradicional. Isso sem contar que, dependendo do programa ou aplicativo utilizado, pode não haver custo nenhum - como no Hangouts, da Google, pois nesses casos geralmente a terminação da chamada não é num telefone fixo ou celular.

Assim, além de otimizar a comunicação, o VoIP ainda reduz custos. Algo mais que bem-vindo, seja em empresas ou seja em residências;

Otimização: a transmissão de dados ocupa espaço, mas quando comparado ao espaço que uma ligação por telefonia tradicional ocupa, o de uma ligação feita por VoIP é consideravelmente inferior.

Em uma ligação feita via telefonia tradicional com duração aproximada de 15 minutos, a transmissão de dados duraria 10 minutos a uma velocidade aproximada de 128 kbp/s.

Já esta mesma ligação via VoIP teria um tempo de transmissão aproximado em 5,1 minutos a uma velocidade 64 kpb/s, ou seja, deixaria mais tempo livre para outras chamadas, otimizando todo o processo de comunicação;

Versatilidade: talvez a mais óbvia vantagem. Ao invés de poder ligar somente para números fixos ou celulares como é feito na telefonia tradicional, com o VoIP é possível realizar ligações para computadores, smartphones, tablets e outros dispositivos que não têm como única finalidade a comunicação por voz.

Além disso, com o VoIP também é possível contar com a imagem(Vídeo-Chamada), recurso de extrema importância para sugerir maior proximidade entre os usuários. Mas esse recurso depende se a operadora e o aplicativo usado dão suporte.

Desvantagens

Oscilação: a internet, como qualquer outro recurso tecnológico, está sujeita a falhas. Afinal de contas, quem nunca se deparou com oscilação na velocidade ou mesmo perda total de sinal devido a panes e interrupção de transmissão na rede?

Assim, pelo VoIP ter na internet seu componente chave, ele também está sujeito à oscilações ou mesmo interrupção total.

Para quem pretende fazer uso profissional do VoIP, uma boa saída pode ser a contratação da internet por fibra, infinitamente mais rápida (e segura) que a banda larga tradicional.

No entanto, por ser relativamente nova no Brasil, a internet por fibra tem custo mais alto e não está disponível em todas as partes do país;

Falta de qualidade: no momento de contratar um serviço de telefonia VoIP, é necessário prestar atenção não só à qualidade da banda larga que se tem, mas também ao provedor que se utiliza.

Um provedor de baixa qualidade pode resultar em ecos, atraso de áudio e cortes na ligação, interferindo em sua qualidade final. Portanto, atenção para a escolha da operadora, prefira uma que disponibilize um teste grátis, antes de contratar o serviço.

(In)segurança: se na telefonia tradicional contamos com o identificador de chamadas para evitar trotes e crimes, na telefonia VoIP este recurso por vezes não é usado.

Dessa maneira, o usuário fica mais suscetível ao recebimento de chamadas indesejadas e suas eventuais consequência. Como exemplo, podemos citar bandidos que forjam call centers de bancos e outras instituições financeiras, conseguindo tirar dinheiro de pessoas inocentes.

Com o uso do VoIP, o rastreio e identificação destes delinquentes torna-se uma tarefa muito mais complexa e demorada;

Falta de regulação: as normas da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), órgão máximo do setor, ainda carecem de regras que regulem os serviços VoIP. Não vamos entrar em detalhes aqui, pois este assunto será discutido mais abaixo.

 

Recursos básicos do VoIP

Pode-se dividir o VoIP em dois principais serviços: o de fazer chamadas e o de fazer e receber chamadas em rede pública. À primeira vista, pode parecer que esta é uma diferença banal, mas na prática ela torna-se extremamente importante.

Para fazer chamadas, é necessário que o usuário possua somente um computador. Desta forma, ele pode efetuar chamadas tanto para outros computadores quanto para telefones. Ou seja, basta que ele digite o número desejado para realizar a chamada.

Já para fazer e receber chamadas em rede pública é necessário que o usuário possua geralmente um crédito na operadora de voip.

Cabe ressaltar que assim como qualquer outro serviço da internet, o VoIP é nômade, isto é, é capaz de acompanhar o usuário onde quer que ele esteja (desde que haja uma rápida conexão de internet). Isso quer dizer, que, assinando o serviço de uma operadora voip você seria capaz de fazer e receber ligações de qualquer lugar do mundo, onde tenha internet disponível.

 

Recursos avançados propiciados pelo VoIP

Ao descrever as principais vantagens propiciadas pelo emprego do VoIP, abordarmos sem muito detalhes este ponto. O fato é que por ser um serviço em rede, é possível adicionar novos e extremamente funcionais recursos para a otimização dos processos de comunicação em empresas que fazem ou pretendem fazer uso do VoIP.

Para não nos estendermos demais, vamos abordar aqui somente três deles, mas que são capazes de nos dar a medida exata de como os recursos importam.

PABX virtual

Apesar dos PABXs estarem presentes nas empresas desde a década de 80, foi com o surgimento e popularização do VoIP que eles sofreram grandes mudanças em suas arquiteturas, passando por isso a serem chamados de PABX Virtuais.

Hoje em dia, é normal que empresas e mesmo usuários domésticos optem por este tipo de serviço, já que seu custo é relativamente baixo e suas vantagens são imensas, podendo ser destacadas:

Redução de custo de ligações com DDD e DDI: com a utilização dos Provedores de Serviços de Telefonia Voip o custo de ligações de longa distância, seja para telefone fixo ou para celular, diminui consideravelmente.

Aumento em produtividade: como o PABX Virtual pode ser acessado de qualquer local com internet, é possível estar e ter seus funcionários sempre online.

Além disso, ele também oferece integração das mensagens de voz com o e-mail, que pode ser acessado e gerenciado facilmente, trazendo ainda mais agilidade nos processos de comunicação.

Convergência: como no PABX Virtual tudo está centralizado em um único local, é necessário ter apenas uma rede para ter acesso às soluções de dados e telefonia.

Além disso, eventuais falhas e problemas podem ser facilmente detectados e facilmente corrigidos, evitando longos períodos de falhas e retrabalho.

Flexibilidade: a integração entre dados e voz acarreta em uma série de benefícios. Por exemplo, em caso da pessoa procurada não atender ao telefone fixo, é possível mandar um SMS para seu celular ou mesmo um e-mail da mensagem gravada.

Mais uma vez, salientamos que é necessário ver se o serviço contratado possui tais recursos.

Números virtuais

Já imaginou receber chamadas de outras cidades e estados pagando o preço de uma ligação local? Com o número virtual, isso e muito mais é possível.

Por definição, o número virtual é um número nacional e fixo, mas que permite o recebimento de chamadas interurbanas ao preço de ligações locais.

Dessa maneira, e possível ter um número virtual de outra cidade, estado ou mesmo país sem precisar estar fisicamente naquele local. Isso é possível pelo funcionamento deste recurso: automaticamente ele transfere as chamadas recebidas para o número escolhido ou dá até pra atender a ligação via internet, usando um Softphone, ATA ou Telefone IP.

Assim, por exemplo, se você trabalha e mora na cidade de São Paulo, mas seus clientes estão concentrados no estado do Amazonas, basta escolher um número virtual com DDD 92.

Esta simples atitude representará uma economia bastante significativa com telefonia. Veja mais algumas vantagens oferecidas por este recurso:

Personalização: suponhamos que sua empresa atua em vários países. Com o número virtual é possível identificar o país de origem da ligação e atender o público em sua língua nativa, aumentando a satisfação do cliente e o retorno de imagem positiva à empresa.

Extrato de chamadas: saiba exatamente de onde as ligações recebidas vêm. As informações extraídas deste extrato podem ser a base para novas e eficazes estratégias de marketing, além de munirem gerentes e gestores com todas as informações possíveis sobre cada chamada que todos estão efetuando.

Gravação de conversas, mobilidade, correio de voz e flexibilidade no recebimento de ligações estão entre as demais vantagens.

Integração entre matriz e filiais

Gestores de empresas que possuem filiais espalhadas por diversas cidades sabem o quanto a comunicação pode se complicar.

Deste modo, é necessário contar com soluções de comunicação robustas, precisas, econômicas e extremamente ágeis, pois qualquer erro, equívoco ou omissão de informações pode prejudicar muito a empresa.

E o VoIP pode ser a solução para evitar estas e outras situações.

 

Regulamentação do setor

Apesar de o VoIP ter começado a se popularizar há alguns anos, a Anatel ainda não possui regulamentação específica sobre o setor, pois o Voip em si é um serviço de tecnologia. No entanto, é interessante observar a diferenciação entre Serviço de Valor Adicionado e Serviço de Telecomunicação.

A Anatel, enquanto órgão máximo de regulação do setor de telecomunicações, não possui nenhuma regulamentação sobre a utilização das tecnologias.

Desta maneira, a Anatel considera que os usos do VoIP podem ser agrupados em duas grandes categorias, cada uma abrangendo aspectos distintos, a saber: os Serviços de Valor Adicionado (SVA) e os Serviços de Telecomunicações. Mas o que diferencia um serviço do outro? É exatamente isto que vamos explorar na sequência.

Para a Anatel, um Serviço de Valor Adicionado (SVA) consiste na utilização da internet como meio para a transmissão de dados de voz e, para isso, utiliza computadores ou outros dispositivos de acesso à internet próprio bem como seus recursos e equipamentos de áudio, sendo que a mediação desta comunicação se dá por meio de um software específico, como o WhatsApp, por exemplo.

Disso podemos deduzir que as provedoras de VoIP não podem utilizar o SVA para o encaminhamento de chamadas àquelas empresas ou usuários que utilizam a telefonia móvel ou fixa tradicional (Serviço de Telecomunicações). Se o provedor voip oferece o recurso de terminação de chamadas na telefonia fixa ou celular  ele precisa ter no mínimo uma licença SCM(Serviço de Comunicação Multimídia).

Em um futuro não muito distante, a Anatel terá que tomar as rédeas e promover uma regularização mais rígida e criteriosa sobre o setor.

Como exemplo, podemos citar o casos das empresas de telefonia que, além de condenar os serviços de VoIP sobre o pretexto de “concorrência desleal”, ainda produzem interferências para diminuir a qualidade das ligações realizadas via VoIP.

 

O futuro da tecnologia VoIP

O VoIP sempre teve como vantagem principal a promessa de redução de custos nas tarifas telefônicas. Entretanto no Brasil a Anatel começou a regular com mais intensidades as tarifas de interconexão praticadas pelas operadoras de telefonia, obrigando-as a reduzir os custos.

O resultado disso é que para o consumidor final os custos das ligações deveriam ficar menores, na prática nem sempre é o que vemos.

São infinitas opções de planos, na maioria das vezes complicadíssimos de entender. E no final das contas, o básico, que é fazer e receber ligações as vezes não funciona, seja por falta de sinal, seja por queda nas chamadas ou por diversos fatores que todos estamos acostumados.

O desafio das operadoras de VoIP atualmente e também no futuro será simplificar todo o processo para as empresas que necessitam do serviço, principalmente para o pequeno empresário.

Planos simplificados, atendimento rápido e eficiente, controle de conta, serviços de alto valor agregado que ajudam e fazem parte do dia-a-dia do empresário, e tudo isso com um preço incrivelmente acessível. Esse cenário dificilmente uma operadora de grande porte conseguirá oferecer com eficiência.

A medida que as conexões com a internet evoluem, a tecnologia VoIP evolui em qualidade e não fará mais sentido não usá-la.

Um resumo do que vimos até aqui...

Fazendo uma rápida recapitulação, com o conteúdo deste artigo abordamos as vantagens que o VoIP pode trazer as empresas, com destaque para: o uso de uma só rede para dados e telefonia; a redução dos custos com ligação realizadas dentro da empresa; redução do custo em ligações interurbanas e internacionais; maior eficiência da comunicação; as vantagens do PABX IP e do número virtual e muito mais.

E você, está pronto para começar usar a telefonia voip na sua empresa e parar de gastar milhares de reais por ano, sem necessidade?

Comece fazendo um teste grátis na nossa telefonia voip.

Post publicado por Equipe FaleMais em 20/01/2016 | Telefonia Voip

Não deixe de ler também...

Telefonia Convencional ou VoIP: qual a ideal para minha empresa?

Telefonia Convencional ou VoIP: qual a ideal para minha empresa?

Todo mundo se preocupa com a qualidade dos seus serviços, com praticidade no d...

Revenda voip: uma excelente opção de franquia para empreendedores

O Brasil vem se consolidando cada vez mais com um país empreendedor. Mais ...

Operadora Voip: 5 motivos para sua microempresa contratar uma

Operadora Voip: 5 motivos para sua microempresa contratar uma

Microempresas são negócios dinâmicos, sem burocracia e de prefer&...

 

Junte-se a mais de 5000 empresas e receba
nossas dicas exclusivas por e-mail.

Digite seu e-mail abaixo e receba gratuitamente nossas dicas e conteúdos.

Criar conta Teste Grátis